A dificuldade de cadastrar

Meu, as vezes eu fico louca... e de raiva! Ai como eu fico irritada quando eu entro num lugar legal, com uma galera de boa, eu resolvo dar a minha opinião... e precisa de cadastro. ¬¬

Não, tudo bem, eu penso, é pra manter o site organizado sem aqueles montes de palavrão e besteirol. Aí eu vou lá , cheia de paciência fazer o tal do cadastro: pra quê. Eles pedem nome, e-mail, cidade, país, estado, telefone, cep, cpf, rg, cic, carteira de habilitação... Tá, brincadeira, eu nunca vi um lugar que pedisse carteira de habilitação, mas, pô! Mais um pouquinho assim ó *faz sinal de pequeno com o dedo* eles pedem pra você ir lá na central e falar assim 'Olha, eu existo, tá vendo?!' ou então, pra facilitar, eles mandam um motoboy até a sua casa.

Eu tava bem afim de me cadastrar lá na SpNet, mas, sacoé, pra se cadastrar precisa colocar o CPF, e, tcharan!, eu sou menor de idade, SPNet, não tenho cpf ainda, mas não é por eu ser menor de idade que eu sou uma burra, sabe? Eu gostaria, e muito, de discutir a cada rodada os bolas cheias, bolas murchas, quem de ve jogar ou quem deve ser vaiado. Gostaria muito mesmo, mas fazer o que, né? mais um pouquinho precisa ter sangue O- pra poder participar...

E eu nao vou dizer que é só na SpNet que eu me irritei, porque não foi. Não é só lá que demora pra se cadastrar.

Fui hoje fazer uma conta no Me Add (era pra eu ter feito ontem, mas eu fiquei pensando se não seria melhor um fotolog... e aí enrolei demais) e fiquei pelo menos meia hora pra fazer. Assim, sabe, o meu nome é Karen Paiva. Então, não é como se eu pudesse fazer um me add assim meadd.com/danielaelaelaelaanachegounaareamoçadinhatudobem porque, sabe, não tem nada a ver com o meu nome. E falsidade ideológica é crime. Então eu tentei /k, /ka, /kah, /kaa, /kaah, /katinha (apelido que a Rafa me deu) e nada. Sorte que o /kaaa deu, né? Senão acabavam os caracteres a's disponíveis.

Ahh, essa Internet... Dizem que só melhora, mas será mesmo?



- Postado por: HelloKa às 17h52
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Os Livros Adolescentes

Quando eu era criança ainda, estrando na pré-adolescência, me vi de frete para uma prateleira na livraria que tinha muitos livros, e lá em cima, uma plaquinha 'Infanto-Juvenil'. Comecei a olhar livro por livro, procurando pelos nomes dos seus autores na brochura. Em uma das prateleiras, olhei um nome e fiquei lá parada, vendo de onde eu conhecia: Meg Cabot era uma escritora conhecida pelos meus colegas. O livro ainda falava de princesas... Taí uma coisa que eu gostei.

Fui correndo à minha mãe, pedindo o tal livro. Ela logo disse que sim. Minha mãe sempre leu muito. No quartinho da bagunça daqui de casa, temos caixas e caixas, só de livros que ela leu na adolescência, que era quando ela lia bastante... E ela sempre quis que eu lesse bastante. Por sorte, nasceu uma filhinha assim, que gosta de ler bastante.

Desde aquela vez, eu sempre ia juntando o meu dinheiro... Até juntar exatos trinta e cinco reais e eu trocar por um livro da coleção da princesinha. Mas aquela princesinha foi crescendo. E a que lia também. Até que um dos livros falava sobre sexo.

Tudo bem, eu li no ano passado. Já entendia da coisa. Mas parei de ler aquela coleção. Só nao parei de ler os livros da autora. A Garota Americana eu li emprestado de uma amiga minha. A Garota Americana 2 nem bem saiu em inglês, já está traduzido e na Internet, então, baixei e coloquei no celular. Outro livro falando sobre sexo. Gossip girl, um seriado tão 'para adolescentes' também é sexo.

Será que para escrever um livro hoje em dia, eles pensam que a nossa vida é isso? Ah, não, eles ainda se lembram de drogas e bebida. Façam-me um favor. Escrevam livros mais construtivos. (Y)



- Postado por: HelloKa às 20h11
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Chegam as férias e a vida blogueira

Me assusta o fato de que as pessoas saem da escola com o propósito de descansar nas férias do meio do ano... Porque, na verdade, elas não descansam. Ficam preocupadas em responder comentários e blogar, e fazer novos layouts, e instalar o WordPress na moda, e aprender o CSS, e quando o aprendem partem para o PHP (muito embora alguns queiram ir direto ao ultimo citado, se confundindo totalmente depois para a configuração de páginas simples)

Na real... Num sei pra quê isso. Qual é, pessoal, que tal viver um pouquinho a verdade? Não se desgrudem dos computadores, mas conversem, façam o que lhes faz bem! Não se preocupem com copycats ou direitos autorais que te pertencem e blablablá. Não se preocupe nem mesmo em ser preso, porque a não ser que você esteja fazendo milhares de cópias e revendendo, baixar um filme (que hoje em dia é mais fácil do que fazer miojo), um programa ou uma música não vai te fazer um criminoso sério com direito à pena na febem.

Eu to aproveitando disso tudo pra ler uns livros no celular, é bem prático, e uma ótima pedida quando a insônia fica a me cutucar nas férias (e meus pais insistem que, mesmo em férias, eu tenho que dormir cedo, senão vou virar, com o perdão da palavra, uma vagabunda).

Eu to com Ps. I love you aqui pra assistir, e tenho uns episódios de charmed guardados, também. Ah!, com a velocidade maior na internet aqui em casa, tá saindo bem mais rápido baixar filmes e séries, vou até baixar two and a half men pro meu pai. Beijos :*



- Postado por: HelloKa às 12h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________